8.12.11


Continua a cuidar bem do meu coração. Não o esmagues nem mexas muito nele porque é frágil. Como gelo. Oh, e derrete com o som da tua voz. Fala baixinho, bem baixo. Não despertes a atenção dele para depois o ignorares. Ele sussurrou que gostava bem de ti quando tratas bem de mim. E quando me puxas junto a ti, ele gosta de sentir o teu coração também. E acelera às vezes. Raramente. Eu prometi que largava o tabaco por ti, tu sabes, mas não tens a certeza porque agora já não interessa. Memórias, digo eu. Posso contar-te um segredo? Ainda assim, eu também gosto bem de ti, tanto tanto.

11 comentários:

Alice disse...

"Não despertes a atenção dele para depois o ignorares.". Infelizmente é a coisa mais comum neste mundo :s
Está lindo <3

Sam disse...

oh, e como é bom sentir o coração de alguém junto ao nosso!

R. disse...

está lindo, como sempre fofinha *.*

Marta Sofia disse...

está LINDO!

Sam disse...

é mesmo doce. e quando o dele bate sereno e o nosso acelarado e finalmente uma sintonia de batimentos desperta ali.. oh, é maravilhoso, senão perfeito!

inês disse...

Está mesmo

Alice disse...

Não tens nada que agradecer <3

wendy disse...

qe fofo *

Vanessa Kiekeben disse...

a forma como consegues que as palavras toquem a alma é realmente inspiradora <3

Maria Viana disse...

que doce :')
sigo , se quiseres dá uma espreitadela no meu :)
xoxo *

Marisa Ventura disse...

lindo! sigooo*