18.1.12


Escondida por de baixo do céu amarelo às seis, observadora e corajosa aos olhos de outrem. Sem pena nos olhos inchados, nem uma ponta de melancolia. Transmissão de um coração de ferro, ninguém o atinge. Aos olhos de outrem, tal como disse. Por dentro da pele e do olhar inchado, impressionava uma mágoa profunda com alguma incerteza. Dia sim, dia não, sem voz, com voz.. com voz inibitória. Menina ouve e cala.
Menina carregada de um músculo de vidro com alguns vícios de queimar neurónios. Explicação? Alguns falam das companhias, outros de problemas familiares. E estas incertezas correm como que meros boatos de atacar corações. Debaixo daquele céu ameaçador, com nicotina e algum paixão, aquela raiva presa era consentida e reflectida. Deitada para fora e impressionada para dentro. Como uma mera respiração: sai e entra, sai e entra. Se paras, morres. Mas ninguém o vê. Ninguém sabe ou sente.

32 comentários:

catarina disse...

tu escreves mesmo bem , muito lindo este post !

andreia silva disse...

gostei muito *-*

sam disse...

sempre lindo.

sam disse...

vi-te em todas as letras que aqui escreves-te.

Filipe Ribeiro disse...

beautiful words... e muito sentidas*
lindo!

APF disse...

muito obrigado princesa.

APF disse...

gostei muito deste texto, está mesmo puro!

APF disse...

muito obrigado, eu também gosto imenso do teu cantinho.

sam disse...

incrivel és tu meu amor! <3

Andreia' disse...

escreves tão bem! Está tão lindo!

Filipe Ribeiro disse...

Muito obrigado *
adoro o sentimento que colocas em cada palavra, delicia autentica*

(in)felicidade disse...

« como uma mera respiração: sai e entra, sai e entra. se paras, morres. Mas ninguém o vê. ninguém sabe ou sente » até fez suspirar, não perguntes porquê porque oh, só sei que fez

Andreia' disse...

Oh tão querida! Obrigada <3 Não precisas de agradecer. Eu simplesmente adoro o que escreves, é lindo! (:

S. disse...

«mas ninguém o vê. ninguém sabe ou sente.» palavras para quê

S. disse...

claro que não vou* e tu também não, espero

Aurora disse...

lindo lindo, querida.

Joo disse...

"Transmissão de um coração de ferro, ninguém o atinge. Aos olhos de outrem, tal como disse. Por dentro da pele e do olhar inchado, impressionava uma mágoa profunda com alguma incerteza." Adoro!

catarina disse...

não tens nada que agradecer princesa

(in)felicidade disse...

porque dizes isso, minha querida bruni?

(in)felicidade disse...

oh :') e tu, como andas?

Ricardo Miñana disse...

Hola guapa, intensas letras.
buen fin de semana.
un abrazo.

sam disse...

eu gosto muito de ti sabes? muito muiiiito

(in)felicidade disse...

até as pessoas bipolares são especiais! oh, eu ando por aí, da mesma maneira de sempre, dessa que nem eu sei dizer como.

sam disse...

daqui até á lua e da lua até aqui vezes trezentos elevado a infinito!

(in)felicidade disse...

um copo de leite com chocolate, nestas alturas, é que me sabe bem.

(in)felicidade disse...

vejo que ainda não largaste o cigarro, tontinha

(in)felicidade disse...

e porque não tentas, mais uma vez?

(in)felicidade disse...

pois s:

sam disse...

fantastica és tu e esse coraçãozinho!

pipaa (: disse...

adoro *
e sigo, passa pelo meu se quiseres (;

Skinny Love disse...

gosto imenso da imagem aqui (:

beijinho * Monstros no Armário

inês disse...

aii, adorei, a sério!