10.4.12


Sabia bem a mistura de dois cheiros. O teu e o meu; o teu e o do tabaco, quando convinha. E depois aparecia uma sensação de confusão entre dois corpos. Talvez porque com o passar do tempo não se distinguia qual o teu, e o meu. Outras vezes devoravam essas duas almas inquietantes, perdidas no silêncio. E se um dia me perguntarem, eu digo que já esqueci, a sorrir.

19 comentários:

Filipe Ribeiro disse...

finally**
confortante, puro* gosto muito claro*

sam disse...

mas nao esqueces-te

joana. disse...

adoro, esta tao lindo *.*

Mel disse...

mas talvez não tenhas esquecido

sam disse...

e o que nao esqueces-te bruni?

sophie disse...

adoro :)

Ana Margarida disse...

Está lindo!

Ana Margarida disse...

Ora essa, minha querida. Obrigada eu!

joana. disse...

awwwn, que querida <3

sophie disse...

muito obrigada <3

sam disse...

então espero anciosamente esse dia, enquanto isso, fico por aqui, nesta paz de espirito em que tornas-te o teu blog. um paraiso, com musica paradisíaca

Sasha disse...

oooh, tão simpática *.*
obrigada mesmo!

Clarinha disse...

espero por esse dia, adorei !

Bjs
http://www.maviealeatoire.blogspot.com.br/

sophia disse...

obrigada bruni, digo o mesmo do teu!

sophie disse...

dorme bem querida!

sam disse...

deixa então, preciso deles

sophie disse...

http://www.facebook.com/photo.php?fbid=382888585089054&set=a.382786995099213.91159.264167150294532&type=3&permPage=1 Ajuda-me a ganhar e metes gosto, sfv!

Liv. disse...

adoro o blog *.*
sigo-te

- Susana . disse...

sigo