28.1.13


E naquela tarde eu prometi não chorar. E não o queria fazer. Porque chorar queria dizer pensar em ti e pensar em ti significava pensar em nada porque na verdade não me pertences. É um grande vazio e a falta enorme que fazes para o preencher. Sou eu a andar e não andar ao pensar que me falta algo. Já não se trata de saudade apenas mas sim de uma necessidade que esta em atraso. Está a falhar algo dentro de mim para me mexer este coraçãozinho pequenino e rebelde. Oh e dizem que corações rebeldes não partem, mas sabes, aqui entre nós o meu pequeno grande segredo é que começam a cair os primeiros pedaços.
ps:estou outra vez a falar de ti,merda

8 comentários:

Cláudia Ribeiro. disse...

Que texto mais lindo. Obrigada.

han disse...

e é de fazer doer o coração de quem te sente as palavras. mais uma vez, belo.

emma disse...

gostei muito!

Mel disse...

Gostei :)

emma disse...

muito obrigada, querida bruni <3

claire disse...

não vale de nada prometer que não vamos chorar..quando não somos nós que mandamos nas nossas lágrimas. esta muito bonito,fica bem princesa

sam disse...

sinto-te bruni

sam disse...

amo-te, de coração