24.11.11


Hoje o chá estava com um trago a café e o meu cigarro matinal já não apresentava o seu sabor original. O vento já não corre, e a chuva, essa ai já nem me escreve nos vidros. O mundo hoje andava parado e com falta de almas, e a música já nem soava direito. Eu, que costumava andar para a direita, mudei de direcção e passei a obedecer o mundo, o mundo que pintava todo a mesma cor. Eu, que nunca gostei de rotinas criava uma exaustiva. A minha casa já não fazia sentido e não tinha desejo nem energia. O meu coração, repleto de tinta não transmitia qualquer tipo de emoções, e a minha alma só pensava em dormir. E ainda pensa.

7 comentários:

Ran disse...

Que remédio meu amor

bárbara disse...

para a semana sem falta baby, tenho tantas saudades <3
novidades? tu siiiim, tens muito que me contar!

T disse...

Gosto, gosto muuito. Está lindoo :)

Abigail Lea disse...

que bonito, que palavras lindas. gostei ler estas tuas palavras e é com muito gosto que sigo (:
obrigada pelas tuas palavras , um obrigada sincero *

PauloSilva disse...

Por vezes parece que as cores escorrem para fora... Mas tudo muda, acredita e sorri. Será mais fácil ultrapassar.

Catarina disse...

merci baby !
o teu, para não variar, está perfeito!
Estou aqui para tudo linda, para tudo mesmo!

Catarina disse...

sei sim princesa, mas dias melhores virão e tu és uma óptima pessoa, um dia vais encontrar uma óptima pessoa que te mereça como tu és e te trate como tu mereces, te garanto! <3