10.1.17



Gostava de te encontrar só mais uma vez. Não sabia o poder da tua presenta até te perder em mim. Sabes uma coisa? Sempre corri atrás de tudo sem me lembrar que o mundo pode esperar. Tentei sempre chegar mais longe para ainda me restar tempo de aguentar, e acabou sempre por não ser suficiente. Não sei quanto tempo o tempo tem, mas sei que seja qual ele for tudo chega na sua hora. Aprendi que quanto mais penso em levantar menos o faço. Quanto mais penso em subir um bocadinho, sem dar por mim continuo no mesmo sítio. Se calhar o pensamento é superior à ideia de fazer, e isso é um medo comum. Que afasta os fracos e dá força aos fortes. E por muito que às vezes pareça que não, é possível controlar a mente. É possivel desligar alguns botões sem nunca mais olhar para eles. Não gosto de dependência, mas sei que o tempo que temos com ela nos afasta da vida. Sei que rotina é sinónimo de depressão porque quando algo falha, não há maneira de o repor. Mas é possível destruir isso. É possivel contruir novas barreiras e ficar entre elas, longe do abismo. Gostava de te encontrar mais uma vez, mas hoje aprendi que gosto mais de mim, e isso é maior do que imaginas.

1 comentário:

joana disse...

Como fiquei feliz por voltar a ler-te!